Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

domingo, 25 de novembro de 2012

A DOR DE MENINO



E o menino partiu
No silêncio profundo
Afastou-se, sumiu!
Desapareceu no mundo

Levou com ele a dor
Sem cor e sem sabor
Mas com puro ardor
Do seu grande amor

Na fuga reabilitar
A perda que marcou
Um coração em mágoas
E o sonho que apagou

Não adianta ofertar
Suplicar ou disfarçar
Quando se tenta criar
A repulsa do odiar

E por isso o menino
Seguiu seu caminho
Pelo asfalto duro
A procura de carinho

E a cada cidadezinha
A beira do asfalto duro
O menino espera encontrar
Um amor que seja maduro

Mas por enquanto
O menino ainda caminha
Seguido pelo pranto
Sobre a contínua linha

Passou a andarilho
No acostamento abandonado
Por um coração de brilhos
Que o deixou perturbado

E assim seguirá
Maltrapilho e cansado
Até que encontre alguém
Que apague seu passado

E lhe dê novo amor
Verdadeiro e de paixão
Pra que volte a sentir
O pulsar do seu coração       

         Alexandre Taissum


.