Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

DESPREZO INJUSTO


Abandonado nesse mundo
Inseguro e perdido
Teria preferido
Não ter conhecido
A luz que me iluminou
Por fase que passou
Dourados que brilharam
E me proporcionaram
Belas poesias
Boas alegrias
Mas que ao se apagar
Me fizeram chorar...

A dor foi forte
O desprezo injusto
A distância no corte
Deram-me um susto
Mas superei sozinho
Descobrindo caminhos
Sem brilhos para iluminar
Tentando lá chegar
Ao dito final feliz
Que me escapou por um triz
Me deixando infeliz
Até que o brilho voltou...

Voltou há pouco
Sem muito iluminar
Mas que eu vi luzes
Reluzindo num olhar
Me dando esperança
De poder voltar
A ter inspirações
Viver novas emoções
Com muitas alegrias
Oferecendo à poesia
O amor que meu coração
Dispõe em demasia...

                                      Alexandre Taissum


.