Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

sábado, 14 de abril de 2012

GUERREIRO MENINO


Ajoelha cansado
Guerreiro Menino
Triste e assustado
Com a rudeza
Do destino.

O rosto coberto
Esconde a sua dor
Os olhos aflitos
Procuram amor.

Te tomo em meus braços,
Te afago com carinho
Seu corpo
É o meu corpo
Minha alma
Seu caminho.

E amanhã,
Seu coração descansado
De tanta loucura e dor
Baterá com mais fé...
E lutará,
Com o mesmo amor.

Nunca desista, Guerreiro Menino!

                                                                    Cristina Ferber


.