Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

sábado, 7 de julho de 2012

LINDA MENINA



Noite fria de geada
De inverno rigoroso
Na escura madrugada
Silêncio impetuoso

Quebrado pela voz
Da mulher que anuncia
A chegada da hora
Que tanto ela queria

E marcando a crista da serra
Com risco dourado desenhado
Chega o sol tímido, porém brilhante
Junto ao anúncio premeditado

E ainda na mesma manhã
Do outro lado da cidade
Ouve-se choro feliz
Digno da maternidade

A mãe chora de alegria
A filha de ansiedade
As duas choram, e choram
Pela mesma felicidade

E ecoa no Pampa gaúcho
Meigo choro cadenciado
Que anuncia a nova vida
Do pequeno ser amado

E assim chega pra vida
Esperada por multidão
Vestidos com bombachas
Na degusta do chimarrão

A linda chega impetuosa
Cativantes olhos amendoados
Rostinho meigo e ar alegre
Num ambiente emocionado

Lindo nome, linda guria
Linda Mariana Menina
Que trouxe o sol naquele dia
Na primeira hora vespertina

E assim por todas as noites
Passa a brilhar em especial
Pelos céus do Rio Grande
Pequena Estrela celestial

          Alexandre Taissum



* Acho que fui o primeiro da rede a saber quando a Mariana Menina foi concebida e desde então, a ansiedade de vê-la chegar foi quase igual a da mamãe Sheila.
Agora, depois daquela manhã fria em fins de junho, quando ela chegou, só me resta acompanhar de longe o seu crescimento, vivenciar suas peraltices e constatar que ela terá o mesmo exemplar conjunto de formação do caráter da sua mamãe...
E, prevendo o futuro, para aumentar o ciúme da mamãe e do papai, a primeira palavra que a bem-vinda Pequena Estrela dirá, quando chegar a hora, será: “Titio Xande”. Quem acompanhar, verá!


.