Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

segunda-feira, 12 de março de 2012

CAVALEIRO MEDIEVAL


Entre as camadas de couro
Por baixo da armadura de aço
Bate o coração do meu guerreiro
E de veludo é seu abraço.

Quando chega para o amor
Ele me despe com brandura
Me libertando da dor
De ser sempre e eternamente sua.

Com a mesma força que luta,
E o mesmo vigor que combate,
Meu cavaleiro me domina
Com sua paixão escarlate.

Mesmo diante de tão doce aventura
Amanhecendo, sei que partirá
Sua sina é a guerra
E a minha é lhe amar.

                                              Cristina Ferber


.