Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

RAJADAS DE AGOSTO

















 Sinto quando um estado especial
se instala em mim
e a poesia volta a fazer parte
da minha vida.

Sinto o frio de agosto
 se faz presente
         - com sua beleza própria.

Sinto quando a noite se instala em mim,
         seu aprimoramento
          sua poesia tomando forma
(e todas as formas me são bem-vindas)

Relembro cada momento nosso
com a alegria de antes
e você vive aqui, em mim,
e meu silêncio te traz para junto de mim.

         é só uma rajada,
         e passa,
         deixando, no entanto,
         vestígios.

Noites de agosto, amenas assim,
são uma bênção quase
ouço o vento rugir mais forte agora
e pressinto a chegada da chuva

         substâncias inebriantes
         perfumes análogos
         paz não duradoura
é só um toque...e basta

são tranqüilas estas noites de agosto
quando fico a sós comigo
         e pressinto minha missão

(estrela solitária que brilha num canto ermo do céu)

Penso e repenso
nada realmente importa se você não está aqui
fugaz companheiro por uns dias
                   e esqueço

chega o frio, finalmente,
         e o recebo,
         cordialmente
e com o frio a coisa fica mais suave
eu mesma crio minhas próprias viagens
em direção ao frio das noites de agosto...

   
                                                         Sheila Camargo


.