Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

GENTILEZA GERA GENTILEZA


















Viveu no Rio de Janeiro
Em meados dos anos 80
Um tal de José Datrino
Também chamado Profeta Gentileza
                                                        
Consolador Voluntário
Usando túnica e longa barba
Andava pelas ruas sozinho
Oferecendo rosas a quem passava

Acreditando ter a missão
De melhorar o mundo em que vivia
O pequeno espírito de Deus,
Era amável com todos que via

Mas os anos foram passando
E não houve retribuição
Para cada palavra amável
Foi-lhe dito um palavrão

Assim o pobre velho se cansou
De tentar tocar a alma humana
Se fechou, emudeceu...
E a tristeza apagou-lhe a chama.

                                                                   Cristina Ferber



















.