Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

DIAS DE LUTA

Uma vez eu saí
a bater trilhas com amigos,
era um lindo domingo de sol
e brancas nuvens cintilavam
numa tarde de azul profundo.

Distraí-me a colher flores pelo bosque
e, de repente,
 vi-me só na imensa vastidão da floresta,
então, subi numa árvore
e gritei por meus amigos,
mas eles há muito se tinham ido
e ficamos a sós,
eu e a imensa vastidão da floresta.

A princípio não me preocupei,
nem tive medo,
pois a solidão já era uma velha conhecida
e novamente me distraí a colher flores pelo bosque.

Um longo tempo depois foi
emergi do silêncio da floresta
e com uma pesada  bagagem
de dúvidas e inquietações;
a sensação do tempo fluindo sem pressa,
- os amigos longe,
o murmúrio enigmático da floresta,
quanto tempo teria se passado?
- ignorava,
 então fiz novos amigos na floresta:
meu refúgio e minha fantasia.

                                                      Sheila Camargo