Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

DESENHO

Tentei desenhar seu rosto num pedaço de papel almaço,
Um pequeno pedaço, sem amasso.

Tentei, mas não consegui esboçar o que seria sua face,
Nenhum contorno, nenhuma parte.

Também não consegui traçar seu triste sorriso,
Nenhum traço, nenhum risco.

Tentei seus olhos, mas estão sem vínculos,
Sem sombras, sem círculos.

Risquei seus cabelos soltos e penteados,
Mas só consegui revoltados, emaranhados.

Depois percebi que nesse desenho não era você,
Faltava muito para ser, riscos a fazer.

Mas também pudera... Você não tem sido a mesma,
Preciso que seja e eu a veja.

E quando você voltar a ser a mesma mulher,
Conseguirei desenhar o que quiser.

Com ansiedade espero que retorne à sua natureza,
Pra que eu consiga desenhar toda sua beleza.

Assim, o esboço do seu rosto será mais bem feito,
E depois acabado, o desenho mais perfeito.

                                                                                                                     Alexandre Taissum


.