Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

domingo, 29 de abril de 2012

A SENTINELA



Sinto alguém de sentinela
Me olhar pela janela
Ao passar na frente dela.

Percebo o brilho lacrimejado,
Umedecido e emocionado
Pelo fim não planejado.

E esse olhar que me vigia
Ao ver o caminho que me guia,
Sofre de ciúme em demasia.

Olhar que descartou retratação,
E subestimou meu coração,
Hoje chora o fim dessa paixão.

Paixão ou amor? Não sei!
Do passado eu só sei
Que à ela me entreguei.

                       Alexandre Taissum


.