Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

segunda-feira, 5 de março de 2012

A DANÇA DO SONO


Vai, me deixa galante dançarino,
Não quero dormir ainda...
O que te faz atado ao meu destino
De intenso sono tão cristalino?

Hábil bailarino, amante e senhor
Que me envolve em seus passos
Que me entorpece os sentidos
Me liberta deste torpor...

Meu dançarino do sono
Me devolva a consciência
Me restitua a nobreza
De fitar a vida, enfim

Há tanto que fazer,
E o dia já se finda...
Me desperta, me reanima
Vai-se pra longe de mim.

                                              Cristina Ferber


.