Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

SEXO SEM AMOR...

Queria saber como é fazer sexo sem amor,
Ter prazer com alguém que só temos vaidades,
Viajar pelo espaço sem ter o chão amado,
Sentir na carne tremor épico da intimidade?

Queria saber como é olhar nos olhos alheio,
Sentir o gosto da boca por lábios marejados,
Sentir o calor da pele suada e escorregadia,
E viver a realidade depois de terminado?

Queria saber como é ouvir e falar palavras
Que enfatizam paixões dos verdadeiros amantes,
Quando ao final desse ato um punhal se crava
No peito em que mentiras se fizeram relevantes?

Queria saber como é voltar pra casa depois,
Após momentos de romance sem paixão ou amor,
Trazer cheiro impregnado que na pele se pôs
E ignorar a infidelidade sem sentir dor?

Queria saber como é deitar-se em cama macia
Ao lado da pessoa que amamos de verdade
E sem qualquer remorso encostar-se no corpo
De quem não merecia sofrer essa realidade?

Queria saber como é acordar na manhã seguinte
E olhar nos olhos de quem te conduz a vida,
Erguer a cabeça e fingir lealdade infinita,
Diante da canalhice de uma traição maldita?

Não quero mais saber...

                                                                                                             Alexandre Taissum