Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

domingo, 15 de janeiro de 2012

AMANTES & POESIA

...e foram então deixados a sós
para repensar:
sempre com uma louca vontade
de fazer coisas grandes
de deixar grandes marcas
e, na cabeça,
                   a certeza
                   a mortal sentença
de que nunca
                   jamais saberá
o que foi que fez,
até onde chegou.

Poesia,
é para aqueles que chagaram às vias de fato,
que mergulharam ao fundo do sentimento
onde brotam e florescem
as grandes inspirações.

Os amantes,
estão completos e extasiados
(seus potes estão cheios)
em seus crepita
a chama viva da paixão,
unindo suas vidas
estreitando seus laços
os amantes crêem ser os vencedores do mundo.

A poesia,
companheira das horas mansas,
amuada e solitária
em seu frio leito,
sempre a postos estará,
em seu humilde regaço.
Sabe que é com o olhar
perdido nas distâncias,
com a dor de rever
antigas paragens
que o filho retorna ao lar.

E, quando abrandar o fogo da paixão
e as labaredas não mais derem o seu calor,
quando as cores da sua primavera se extinguirem
e em seus lábios provar o frio beijo
do inverno que chega,
lembrar-se-á o poeta do lar esquecido,
com seu interior aquecido e receptivo.

O afastamento da poesia
para que a paixão
possa arder e vibrar
é proposital e fatal.
O destino a todos sorri,
com seus encantos de sereia.


                                Sheila Camargo