Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

segunda-feira, 5 de março de 2012

O QUE SERIA DE MIM SE NÃO HOUVESSEM VÁRIAS MULHERES EM MINHA VIDA?



" Mulher, um pedacinho no coração de todos... "
(Amélia Chaves)

" O que seria de mim se não houvessem várias mulheres em minha vida? "
(Alexandre Taissum)


Sou um dependente confesso das mulheres e sem elas não saberia sobreviver sozinho.
Minha dependência pelas mulheres começou desde que fui gerado, depois de nove meses minha mãe mulher me deu a luz, onde uma médica mulher me amparou. Ainda na maternidade, os primeiros cuidados foram delas, das enfermeiras mulheres, e desde então, não parou mais...
Das primeiras palavras aos primeiros passos, minha mãe mulher estava ali a todo tempo repetindo frases e me dando as mãos.
Da mesma forma também dependi das minhas duas irmãs mulheres ao longo da nossa dura e pobre criação.
Convencionalmente dependi de outras mulheres para aprender a ler e escrever – que saudade das minhas professoras - doces mulheres as quais ainda me lembro, uma a uma, inclusive a profª Tia Elza, que é irmã da minha mãe...
Foi também uma menina mulher que me ensinou o primeiro beijo e depois outra menina mulher, os sabores do sexo.
Quando pensava ser independente e dono do meu próprio nariz, apareceram outras mulheres que me fizeram dependente, umas aos seus modos e outras, aos modos delas – nada diferente – e delas fui subordinado enquanto durou.
Até que em um memorável dia me apareceu uma linda moça mulher, e que me concedeu sua mão em casamento, e que depois me presenteou com três filhos, inclusive com uma linda menina mulher.
Ainda hoje dependo dos cuidados de duas mulheres, as duas mulheres da minha vida: Minha velhinha e querida mãe mulher que me criou, cuidou e ainda cuida; e dessa linda mulher mãe que mesmo depois de quase 30 anos de casados, ainda cuida de mim como se eu fosse um bebê, com direito a todo trato e mimo do mundo, embora muitas vezes não seja merecedor.
É para todas as mulheres que passaram pela minha vida e principalmente para minha querida mãe e minha amada esposa que dedico essa confissão para marcar o dia de hoje, o DIA INTERNACIONAL DA MULHER...

Alexandre Taissum


.