Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

TEMPESTADES

Você procurou por sentimentos em sua alma,
você foi buscar no fundo de si mesmo
a essência da sua fé.
você refez seus passos em busca de respostas
que justificassem seu destino,
você lutou com as armas que tinha,
você julgou que a vida seria
uma jornada maravilhosa
e que estava protegido de todo mal.

Então, encorajado, você partiu pra vida,
a estrada, a princípio, parecia simples e reta,
mas logo a seguir tomou tantas curvas
e depressões e foram tantos vales,
abismos e montanhas que você
até já esqueceu o caminho de volta
e agora está perdido, vagando
em emaranhados de solidão.

Não sei se você se sente assim como me sinto,
se você também desperdiçou um longo
e precioso tempo nessa busca inútil,
ou se você ao menos entende do que falo.
Então, deixe que eu me aproxime, e fale,
Lembra quando você era criança e,
no domingo, seus pais o levavam para passear
e você pensava o que você ia ser quando crescesse
e você era feliz e suas dúvidas e perguntas
eram tão inocentes quanto você.

E hoje, veja bem esse dia, que lhe parece?
O vento, em rajadas tão brandas,
a flor de laranjeira embalsamando o ar
em que respiramos e esse estranho calor no ar
e essas nuvens negras no céu anunciando
que a tempestade logo vem.

Por isso te digo: “mantém sagrada
tua mais alta e nobre aspiração,
porque são suaves as tempestades,
e muito sutis, quando te pegam abrigado,
porque são inevitáveis as tempestades
e um dia te pegam desabrigado.

                                                           Sheila Camargo


.