Leiam, reflitam, sonhem, viajem e comentem... Os comentários são importantes para sabermos suas opiniões.

sábado, 10 de dezembro de 2011

Explorador Solitário

Mamãe gostava das janelas fechadas,
eu gostava das janelas abertas,
minhas janelas abriam-se na noite
e eu via os longes.

Assim quisera permanecer,
a noite toda,
atenta à festa das madrugadas,
mas um sono arrebatador
me domina e me devolve
à minha condição de origem,
leve pluma a flutuar
por entre a corrente
e o cordão de prata.

E eu podia passar a noite toda
bebendo contigo
e te contando histórias
de tempos que não voltam mais.

                                      Sheila Camargo